O divórcio

Posted By on fev 10, 2015 | 0 comments


O divórcio

divorcio (1)

Apesar do que os contos de fadas nos ensinam quando criança  nem sempre todo casal irá ficar juntos até o fim dos tempos. Acontece de alguns casais não se amarem mais (em casos mais extremos podem acontecer traições, o que não iremos falar hoje). Esse artigo irá falar do divórcio e de como isso pode afetar o lar para uma criança. Ao ler esse artigo você esqueça qualquer cena de novela que tenha visto porque nada apresentado em nenhuma novela de televisão é real.

Antes de começarmos, sim, existem pessoas que não gostam do divórcio porque segundo a bíblia, uma vez que um homem e uma mulher se casam essa união não pode ser desfeita.

Voltando ao assunto,  primeiramente, sim pode existir um divórcio amigável onde as duas partes sentam e conversam e tomam a decisão de se divorciar. Não foi necessário xingarem o outro ou jogar coisas entre eles.

Mas você deve estar se perguntando “e a separação? Não é a mesma coisa?” Não, a separação seria quando um casal pede um tempo na relação, mas ainda estão casados por lei se depois do período de separação resolverem se divorciar ai o casal não estará mais casado.divorcio

E o que é preciso para dar entrada no divórcio? Mais uma vez esqueça as novelas, para dar entrada no divórcio são necessários os seguintes documentos:  certidão de casamento, RG e CPF do casal, comprovante de residência, certidão de nascimento do filho(se tiver um) e um bom advogado.

Em relação ao tempo que esse processo pode levar, os divórcios amigáveis (como foi mencionado acima) onde não há disputa de bens ou pela guarda da criança, pode ser realizado no mesmo dia no cartório, no entanto, se o processo não for amigável e houver uma batalha pela custodia da criança o processo pode levar de 3 a 5 anos.

O que nos leva ao nosso próximo tópico, “quem fica com as crianças?” Em geral as crianças vão para quem tiver melhores condições de cuidar delas, não apenas em questão financeira, mas também na questão psicológica e emocional. O juiz só irá levar em consideração a opinião de crianças a partir de 12 anos.

E como estamos falando de crianças, não podemos deixar de falar sobre as crianças de quatro patas ou bicos que fazem parte da família. Ainda não há uma lei especifica para casos como estes, o que acontece é o casal decidir quem irá ficar com o animal o homem ou a mulher ou se apenas uma das partes irá ficar com o animal. Existe um filme nacional chamado “mato sem cachorro” que fala de um casal que se divorciou e a mulher ficou com o cachorro dando inicio a uma serie de esquemas onde o homem tenta recuperar o animal.guarda-compartihada-divórcio1

Para finalizar, como é feito o calculo da pensão alimentícia? O juiz é que irá avaliar as necessidades e as possibilidades em que a mulher e o homem se encontram para tomar uma decisão. E sim, se não pagar a pensão pode acabar tendo problemas na justiça por isso.

Depois de ler tudo isso sobre divórcio, saiba que isso não é um monstro assustador (no estilo Godzilla) e que se vocês conversarem com os seus filhos a respeito, eles irão entender. Claro que toda criança quer ter uma família unida, mas se o casal só sabe brigar e discutir, este não é um ambiente saudável para a criança.

Não estamos dizendo que todos os casais devem se divorciar ou que o casamento é uma bobagem, um bom casamento ou relacionamento precisa de uma boa comunicação e de dedicação de ambas as partes.

Lizandra Oliveira.

Repórter – Rio de Janeiro

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra mais sobre Família é Tudo

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue lendo